segunda-feira, 6 de julho de 2009

Justiça, palavra mal identificada.

Justiça? O que ser isto?
Bom, para muitos a justiça pode ser, o jeito de como trata o outro, como lidamos em diferentes situações e muitos outros significados. Digamos assim, se eu recebo 250 reais de mesada, ser justo com meu irmão é ganhar o mesmo que eu, nem a mais, nem a menos, esse é um exemplo de justiça.
Mas para muitos, ato de fazer justiça, é, como você irá agir com quem cometeu alguma penalidade, digamos assim, a dona “Erdilcleusa” (elemento A), uma pessoa muito humilde, pobre trabalhadora, é agredida verbalmente pelo elemento B, que aqui chamaremos de “Bola wilson” um homem rico, bem sucedido, que ao pé da letra “desce redondo”. Bom, sabendo que nesse mundo todos nós somos iguais, o elemento B cometeu uma agressão, um ato de injustiça, poque não foi justo com a “Erdilcleusa”, sim isso é fato, uma coisa lógica, mas ai nos vem em mente a pergunta: O que fazer com o elemento A, como seremos justos?
Muitos pensam em fazer ele passar pelo mesmo, para ver como é bom, mas se pensarmos desse lado, você também estará rebaixando-se ao nível dele, sendo assim, contribuindo para o mundo das injustiças. Pensando desse lado, você percebe que depois que uma injustiça foi cometida, mesmo que o outro lhe perdoe, você a cometeu, ou seja, o tempo anda pra frente, oque é dito é dito e não poderá ser “desdito”.
Então vem em mente a pergunta, o que ao certo é JUSTIÇA?
Para mim a justiça é algo totalmente feita por nós, no fundo mesmo, eu acredito que não exista justiça, e sim, uma palavra na qual usamos e que tem um significado que para nós é importante, então, depois que uma pessoa disse que existia a justiça, todos começaram a repeti-lá, o que nos permite analisar que a justiça, surgiu com o crescimento intelectual e cultural do homem, uma coisa nossa. Para analisar bem, pense que antigamente, na época neolítica, não existia justiça, sim, você pode pesar que estou errado, mas não existia a justiça, porque para nós a justiça é apenas uma palavra, e antigamente, não se precisava de palavras, o esquema acontecia naturalmente.
Oque me permite concluir, que estamos nos preocupando demais, com algo que nós mesmo criamos, que talvez, muito provavelmente, seja impossível de alcançar, obrigado, Grégory.

5 comentários:

Donarte N. dos Santos Jr. disse...

Concordo com você! Porém penso que a Justiça existe, sim! Basta nunca cometermos a injustiça que a Justiça nunca será quebrada – Utópico, mas possível!
Abraço,
Prof. Donarte.

Grégory Gusberti disse...

sim sim, te compreendo, ali usei um pensamento mais pessoal mesmo, mas para mim, a justiça é algo que o homem nunca alcançara, porque, justiça e paz constituem um anel de necessidades, saca? uma completa a outra, então, como hoje temos apenas um pouco de cada uma, é dificil completar uma inteira, saca meu pensamento?

Donarte N. dos Santos Jr. disse...

Entendo ("saco") teu pensamento... Estás relacionando "Paz" e "Justiça" de modo circular; uma dependendo da outra num ciclo, ou ainda, num círculo. Acho que é isso mesmo!
Muito dialético (filosófico), parabéns!

Donarte N. dos Santos Jr. disse...

Entendo ("saco") teu pensamento... Estás relacionando "Paz" e "Justiça" de modo circular; uma dependendo da outra num ciclo, ou ainda, num círculo. Acho que é isso mesmo!
Muito dialético (filosófico), parabéns!

Grégory Gusberti disse...

valeu sor, muito bom essa troca de ideias, espero que ajudem outros, valeu!